Laguna Colorada

No roteiro de hoje, passamos a manhã fotografando os flamingos na Laguna Colorada. Depois, fomos a uma rocha conhecida como Arbol de Piedra (árvore de pedra), por realmente parecer uma árvore – se visto por determinado ângulo. Por fim, com o céu já bastante escuro e de vez em quando uma gota de chuva caindo no carro, passamos por uma série de lagoas até chegarmos à Laguna Hedionda – que de feia não tem nada! É chamada assim pelo leve cheiro de enxofre que exala.

Nessa rota não havia propriamente uma estrada, e sim uma infinidade de trilhas esculpidas pelos pneus dos carros que diariamente por aqui passam transportando turistas entre Uyuni e San Pedro de Atacama. Em alguns trechos o caminho é tão ruim que precisamos andar a 5 km por hora e literalmente equilibrar o pneu do Duster em cima de pedras para não bater o fundo. Um destes trechos foi o Paso do Inca, que parece ser o leito de um riacho, onde encontramos uma família de viscachas (pequeno mamífero parecido como um cruzamento entre um coelho e um rato) e conhecemos a yareta, um musgo lenhoso que cresce 2-3 milímetros ao ano e que está desaparecendo pois é usado como lenha pelos nativos nas hosterias e abrigos que hospedam os turistas.